14 setembro 2012

Traficante de Montes Claros está na lista dos criminosos mais procurados do Estado



A terceira fase do programa Procura-se, que lista os criminosos foragidos da Justiça mais procurados do Estado, foi lançada na manhã desta sexta-feira (10), em Belo Horizonte. 

Doze novos alvos considerados prioritários para o Sistema de Defesa Social, incluindo um traficante do Norte de Minas, foram conhecidos por meio de cartazes, sites, redes sociais e pela imprensa. O objetivo é potencializar denúncias feitas pela população sobre o paradeiro dos criminosos para qualificar a atuação das polícias. As denúncias devem ser feitas por meio do 181 Disque Denúncia, que tem o sigilo e o anonimato do denunciante garantido. 

A nova lista é a primeira com criminosos também do interior do Estado. Além de Belo Horizonte e municípios da Região Metropolitana, foram escolhidos alvos das Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps) de Montes Claros, Juiz de Fora, Governador Valadares, Ipatinga e Uberlândia. 

Os cartazes serão afixados em todo o Estado, em locais de grande circulação de pessoas. O objetivo é prender os foragidos, a partir das denúncias, mas também tirá-los de circulação, pela exposição dos cartazes, evitando assim a prática de novos delitos. Dos 18 alvos divulgados pelo programa até agora, 13 já foram presos.

O Procura-se é um programa do Governo de Minas implementado por meio da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), em parceria com a Polícia Militar (PM), Polícia Civil (PC) e Instituto Minas Pela Paz. Nesta terceira fase, onze alvos são novos e o traficante Roni Peixoto, com atuação em Belo Horizonte, permanece na lista. 

A primeira fase da campanha, lançada em outubro de 2011, foi restrita a Belo Horizonte e a segunda, lançada em dezembro, foi expandida para a Região Metropolitana.



DISQUE DENÚNCIA

O 181 Disque Denúncia, canal de informação para o qual o cidadão pode denunciar o paradeiro dos alvos do Procura-se, assim como dar informações de local onde ele transitou, veículo usado, roupa, etc., tem sigilo absoluto e garante o anonimato da fonte.

O serviço está presente em todo o Estado e, desde o seu lançamento, em 2007, foram mais de 275 mil denúncias, sendo 28% originadas de Belo Horizonte, 25% da Região Metropolitana e 47% das demais cidades do Estado. Mais de 31 mil pessoas já foram conduzidas (presas, apreendidas e/ou recapturadas) e cerca de 17 toneladas de drogas já foram apreendidas a partir de denúncias ao 181. 

Nos primeiros meses de funcionamento, o Disque Denúncia recebia cerca de 3.500 denúncias, número que ultrapassou 8.300 denúncias/mês no ano de 2012.

Entre os novos alvos incluídos na lista do Procura-se está o montes-clarense, Leandro Alves Ferreira (24 anos) (foto). 

Ele é também conhecido como Alemão ou Léo. Atua com tráfico de drogas e possui dois mandados de prisão em aberto por envolvimento em homicídio e roubo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário